Prefeitura de Matão firma convênio de R$1,7 milhão visando ampliação de exames e procedimentos médicos

Prefeitura de Matão firma convênio de R$1,7 milhão visando ampliação de exames e procedimentos médicos



O prefeito Cido Ferrari assinou mais um convênio de parceria entre a Prefeitura de Matão e o Hospital Carlos Fernando Malzoni, com o intuito de contratar exames e procedimentos excedentes aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O novo contrato que ultrapassa o valor de R$ 1,7 milhão é um suporte adicional que vai propiciar o atendimento de 6,5 mil pessoas, visando reduzir o tempo de espera de pacientes por serviços de saúde.

“Desde o início da nossa gestão, os recursos destinados ao Hospital Carlos Fernando Malzoni (HCFM) redobraram, pois sabemos que a saúde não pode esperar, e apesar dos recursos recebidos pela cidade, eles são insuficientes para atender plenamente à demanda da saúde pública. Por isso, mais uma vez, empenhamos esforços para assegurar este investimento no setor e aliviar um pouco desta dificuldade que enfrentamos. ”, enfatizou o prefeito Cido Ferrari.

Além do montante mencionado, a Prefeitura de Matão realiza anualmente a transferência de mais de R$ 19 milhões destinados ao custeio com despesas do Pronto Socorro, bem como para manter equipes de profissionais de saúde, incluindo 35 médicos especialistas, equipes multidisciplinares com fisioterapeutas, fonoaudiólogos e outros, além de auxiliares de administração e serviços gerais.

A assinatura do convênio ocorreu na sala de reuniões do Gabinete da Prefeitura e contou com a presença do secretário municipal da Saúde, Orivaldo Ademir Reguim (Faro) e demais secretários, do diretor e vice-presidente do Hospital Carlos Fernando Malzoni, Roberto Luiz Cadioli, da superintendente do hospital, Denise Paolinetti da Camara Minelli, dos vereadores Dr. Paulo Bernardi, Davison Sensei, Dr. Luiz Pelanca e Haroldo Gago, além de representantes da imprensa local.

“Esse investimento permitirá que mais cidadãos tenham acesso rápido e eficiente a exames e procedimentos essenciais para o diagnóstico e tratamento de diversas condições de saúde. Parabenizo a gestão do prefeito Cido Ferrari, pois todo o trabalho sério gera frutos e um deles será mais esta parceria em prol aos matonenses”, salientou o diretor e vice-presidente do Hospital, Roberto Luiz Cadioli.

Também ao destacar a importância desse contrato, o secretário da Saúde enfatizou sobre a alta existente. “Os pedidos de exames e procedimentos aumentaram substancialmente, pois agora temos mais médicos atendendo na rede pública municipal e, além disso, temos outro fator relevante, que é a demanda reprimida da pandemia da Covid-19, já que ainda existem pessoas em tratamento. Portanto, a Prefeitura de Matão novamente concede este suporte para que as pessoas de dependem da Saúde Pública, não esperem por mais tempo”, explicou.

Ao agendar seu exame ou consulta, compareça!


A pontualidade dos pacientes em exames e consultas é crucial na garantia de diagnósticos rápidos e tratamentos adequados. No entanto, em Matão, a falta de comparecimento ainda representa um desafio, impactando negativamente o andamento dos procedimentos realizados no Hospital de Matão e nas unidades de Saúde Pública, como Postos de Saúde e unidades do Estratégia Saúde da Família.

Segundo a Superintendente do Hospital, Denise Minelli, no ano passado, entre os meses de abril e julho, aproximadamente 26% dos agendamentos na instituição não foram honrados, o que equivale a mais de mil pessoas que deixaram de comparecer na data agendada. “Esta ausência pode resultar em atrasos no diagnóstico e tratamento de condições médicas, prejudicar a disponibilidade de profissionais e das nossas estruturas, aumentar o número de pessoas que procuram a urgência do Pronto Socorro e internações e outros . Na maioria das vezes, um diagnóstico precoce leva a melhores resultados de tratamento, enquanto a falta de comparecimento pode permitir que certas condições se agravem de maneira crônica ou demais complicações fatais”, afirmou.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Orivaldo Ademir Reguim (Faro), o mesmo acontece nas consultas das UBS’s e dos ESF’s. “É preciso mais consciência da população, pois este também é um sério problema nos setores da rede municipal. Quando não puder comparecer é crucial que o paciente entre em contato antecipadamente para que possamos reorganizar a agenda dos profissionais e convocar as próximas pessoas que aguardam atendimento. Este comprometimento também faz parte da abordagem preventiva”, orientou o Secretário.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Vagas PAT Matão

16/04/2024 1) MECÂNICO DE MANUTENÇÃO CURRÍCULO PARA: financeiro@cardimix.com.br ESCOLARIDADE NÃO...

Acesso Rápido

Abrir bate-papo
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?