Feira do Livro pode ser visitada na Biblioteca Municipal

Feira do Livro pode ser visitada na Biblioteca Municipal

Títulos diversos estão disponíveis com preços simbólicos

No período de 1 de julho a 2 de agosto, a Biblioteca Municipal “Maria de Lourdes Lian” realiza mais uma edição da “Feira do Livro” com o objetivo de difundir a leitura. Os títulos disponíveis são diversos e atendem várias faixas etárias. A “Feira do Livro” pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Rua Jose Bonifácio, 887, no Centro. Para mais informações, basta ligar no telefone 3382-6642.

De acordo com a bibliotecária Silvia Helena Caldas Frattini, a “Feira do Livro” é voltada para os públicos infantil, jovem e adulto com títulos desde de as fábulas até best-sellers. “Este evento é uma maneira lúdica e integradora que atua como uma ferramenta diferenciada na formação do indivíduo, pois é ótimo para contribuirmos com o estimulo e formação de hábito para a leitura, sobretudo no período das férias escolares, quando crianças e jovens poderão programar desfrutar de momentos da leitura”, enfatiza a bibliotecária.

Silvia Helena explica que a Lei nº 13.696, de 12 de julho de 2018, institui a Política Nacional de Leitura e Escrita como estratégia permanente para promover o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas de acesso público no Brasil. “Em seu parágrafo único, a referida Lei prevê que a Política Nacional de Leitura e Escrita será implementada pela União em cooperação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios e com a participação da sociedade civil e de instituições privadas”, diz.

A secretária de Educação e Cultura, Adriana Marangoni, esclarece que as políticas públicas de incentivo e propagação da leitura são diretrizes da universalização do direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas. “O reconhecimento da leitura e da escrita como um direito surge para possibilitar a todos, inclusive por meio de políticas de estímulo à leitura, condições para exercer plenamente a cidadania, para viver uma vida digna e para contribuir com a construção de uma sociedade mais justa. Assim, a proposta do fomento à leitura está em consonância com as políticas públicas nacionais, bem como os princípios e diretrizes de planos nacionais estruturantes, especialmente do Plano Nacional de Educação (PNE) e Plano Nacional de Cultura (PNC)”, salienta Adriana.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Acesso Rápido