Prefeitura retoma obras das 270 sepulturas do Cemitério de Matão

Prefeitura retoma obras das 270 sepulturas do Cemitério de Matão

O prefeito Cido Ferrari, esteve hoje (14) conferindo a retomada das obras de construção civil, que serão executadas em 270 sepulturas abertas há cerca de 3 anos, localizadas na parte nova do Cemitério Municipal de Matão. Desde o início desde governo, em janeiro de 2021, quando o então saudoso prefeito Adauto Scardoelli anunciou, que finalizar as referidas obras no Cemitério seria uma de suas principais metas para este primeiro ano de mandato, a Secretaria de Serviços, bem como a de Administração, Fazenda e Controle Interno, estão mobilizadas para colocar isto em prática.

Assim a Prefeitura tem providenciado todos os trâmites burocráticos, para o processo licitatório, que definiu a empresa responsável pela conclusão das obras. A base legal, do ponto de vista jurídico, deu condições para o prefeito Cido Ferrari determinar o reinício para esta quarta-feira (14) de julho.

“Construir os jazigos das sepulturas até agora abertas, é uma questão de respeito a dignidade humana. O Cemitério é um local santo, onde podemos chorar o luto pelos nossos entes queridos e por isso considero prioridade, dentro das questões legais, terminar as obras paradas e continuar organizando tudo que for preciso nos Cemitérios, tanto de Matão, quanto no de São Lourenço do Turvo”, salientou o prefeito Cido Ferrari.


De acordo com o Secretário de Serviços Municipais Geraldo Lesbão Meira, Mineiro, “o projeto prevê o término da construção de 270 jazigos, sendo 252 de três gavetas e 18 de seis gavetas, além do nivelamento do terreno no entorno das sepulturas”.

Conforme explicou o administrador responsável pelo Cemitério, Adão Manoel Christino, “a qualidade técnica das obras, está diretamente ligada ao serviço profissional dos pedreiros e para garantir que isso aconteça é feito a supervisão (monitoramento) no decorrer do serviço prestado pela empresa terceirizada. As sepulturas terão três pavimentos, mas primeiro, precisam ser construídas sobre uma base forte, com bastante massa de concreto, no formato de uma caixa, de maneira que suporte o peso dos tijolos, fixados em três andares e, após o término das obras, cada família poderá construir os túmulos, conforme a escolha individual, “concluiu Adão.

Ainda de acordo com Adão, a retomada destas obras exigiu da Prefeitura, adequação do projeto, que agora está de acordo com as exigências do ‘Código Sanitário’ da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), órgão responsável pelo controle, qualidade da água, do ar e do solo.

A equipe de Governo da Prefeitura também está preocupada com o aumento das estatísticas de mortes nos últimos dois anos e por isso tem conversado sobre ideias inovadoras e sustentáveis de expansão das possibilidades de sepultamentos para o município.

Neste sentido, encontramos nos registros do Cemitério de Matão, dados que comprovam o aumento gradativo de mortes, baseados no primeiro semestre, dos anos de 2020 e 2021. Foram cerca de 250 mortes, em 2020, enquanto que em 2021, passaram de 350 mortes, muitas delas, por complicações da Covid-19.

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Acesso Rápido